Dermatologista alerta para surgimento do melasma no rosto

Dermatologista alerta para surgimento do melasma no rosto

O uso do protetor solar é indispensável em todas as épocas do ano, os raios solares agridem muito a pele, podendo causar manchas, principalmente no rosto, chamadas de melasma. “A doença raramente ocorre antes da puberdade e ocorre mais frequentemente nos anos reprodutivos da mulher”, salienta o dermatologista Taugane Zacca, médico do Hospital Universitário de Canoas, administrado pelo Grupo de Apoio à Medicina Preventiva e à Saúde Pública (GAMP).


Este mal é caracterizado por manchas marrons que aparecem mais frequentemente nas bochechas, testa e buço do paciente. A coloração se manifesta principalmente em mulheres com peles mais escuras, incluindo as de descendência hispânica e asiática. Também pode acontecer durante a gestação, em vista dos hormônios, mas geralmente desaparece um ano após o parto. “Embora seja uma condição benigna, o melasma pode causar distúrbios psicossociais significativos e afetar o bem estar emocional.” esclarece o dermatologista.


Após procurar orientação médica, o especialista explica que o melhor procedimento para tratar a doença inclui agentes para iluminação da pele, como a hidroquinona isolada ou em combinação com corticosteróides, tretinoína, retinol, ácido kójico e ácido glicólico, sempre no período da noite. Para se prevenir, é importante o uso de filtro solar todos os dias, evitar a exposição excessiva ao sol e ao calor, e não estacionar o carro no sol, o mormaço dentro do veículo também pode agravar o melasma. Resfrie a pele sempre que necessário e utilize chapéus, bonés ou guarda-sol.